Vídeo nas redes sociais que mostra criadouros do mosquito não é atual

Ontem (16), a supervisão de campo do Setor de Controle de Endemias esteve no local e não encontrou qualquer acúmulo de água
 O Departamento de Vigilância em Saúde de Cascavel confirmou que o vídeo nas redes sociais sobre possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti, no galpão de veículos apreendidos pela Cettrans/Transitar, é falso. As imagens mostram o chão do local com “bolsões” de água parada e por consequência larvas do mosquito da dengue. Na segunda-feira (16), a supervisão de campo do Setor de Controle de Endemias esteve no local e não encontrou qualquer acúmulo de água.

Reparos no piso foram realizados para evitar os criadouros. Aliás, o Setor de Controle de Endemias tem 46 locais considerados Pontos Estratégicos (PE), em que a cada 15 dias, vistorias e aplicação de inseticidas são realizadas, entre eles: pátios da Cettrans/Transitar, do Detran, 15° SDP, Ferroeste, entre outros.

A informação correta é imprescindível para o verdadeiro combate ao mosquito transmissor da dengue. De acordo com o boletim epidemiológico desta semana realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, Cascavel contabiliza 776 casos positivos para a dengue; 2977 notificações de casos suspeitos; 1428 casos aguardam análise e 773 já foram descartados.

O bairro Brasmadeira concentra o maior número de casos positivos para a dengue: 109 no total. Já o bairro Interlagos aparece em segundo lugar com 89 casos confirmados, seguido do do bairro Brasília com 57 casos.

Com risco iminente de epidemia para a dengue, a população precisa colaborar com a limpeza fora e dentro de casa. “A melhor forma de combate o Aedes é eliminando água parada; precisamos do apoio da população para vencermos essa guerra”, alertou Beatriz Tambosi, diretor do Departamento de Vigilância em Saúde de Cascavel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *