Trevo Cataratas deixa de ser um sonho e se torna realidade, diz Pacheco

 

Segundo o deputado, a união de forças contribuiu para solucionar o gargalo

A luta pela reestruturação total do Trevo Cataratas, em Cascavel, teve um avanço histórico nesta segunda-feira (09), quando o governador do Paraná, Ratinho Junior, anunciou investimentos para a execução do projeto do novo trevo. O deputado Marcio Pacheco (PDT), que faz parte da bancada do Oeste do Estado, ressalta que a definição da obra foi possível pela luta da população e da união das lideranças políticas e da sociedade civil organizada.

“Hoje (09) é um dia histórico para Cascavel e toda a região Oeste do Estado. Depois de muitos anos de luta da população e das lideranças políticas e das entidades da sociedade civil, bem como a imprensa em geral, a reestruturação do Trevo Cataratas vai sair do papel e, em breve, se tornará uma realidade, enterrando de vez um gargalo logístico rodoviário que atrapalhava o desenvolvimento regional”, destaca Pacheco.

De acordo com o deputado, essa união de forças contribuiu para a definição da obra, que é aguardada há mais de duas décadas por motoristas que utilizam o Trevo Cataratas. O local é considerado um dos maiores entroncamentos rodoviários do Paraná – no local, são interligados os trechos das BRs-277, 369 e 467.

Na manhã de hoje (09), Pacheco fez questão de acompanhar o anúncio do governador no Palácio Iguaçu. Ele lembra que desde o início do ano, a bancada do Oeste do Paraná, que é formada por ele e os deputados Coronel Lee (PSL) e Michel Micheletto (PR), bem como o suplente Elio Rusch (DEM), vem articulando com as autoridades estaduais a inclusão do Trevo Cataratas no acordo de leniência.

A bancada elegeu a obra de infraestrutura como prioritária para o desenvolvimento e crescimento regional. O esforço dos parlamentares ganhou eco e apoio da sociedade civil organizada e da própria imprensa. Em 23 de agosto, foi realizado um encontro com as lideranças do G8, Programa Oeste em Desenvolvimento e Caciopar e a bancada para “bater o martelo”, em favor do Trevo Cataratas.

“Naquela oportunidade, foi selada essa união em torno do Trevo Cataratas. Portanto, essa obra não tem pai, mas é uma vitória de todos nós”, afirma Pacheco. De acordo com o anúncio de hoje (09), a reestruturação do local vai ser executada com recursos oriundos do acordo de leniência fechado pelo Ministério Público Federal (MPF) com a Ecocataratas.

A concessionária fará investimentos de R$ 130 milhões até 2021, entre Foz do Iguaçu e Guarapuava, na BR-277, que é o principal corredor rodoviário e de exportação do Paraná.

Conforme o acordo firmado com a Força Tarefa da Lava Jato, são previstas mais duas obras: terceiras faixas na BR-277, entre Cascavel e Guarapuava e melhorias na marginal da BR-277, próximo do viaduto na Avenida Costa e Silva, recém-inaugurado em Foz do Iguaçu.

O acordo de leniência homologado pela Justiça Federal também prevê a doação de todos os projetos executivos elaborados pela concessionária, o que permitirá celeridade ao Estado na execução das obras que não foram contempladas, inclusive a trincheira na rua Munique, com a BR-277, em Cascavel.

A expectativa do governo é de que as obras selecionadas iniciem nos próximos dias.

Foto: Asscom do Dep. Marcio Pacheco

Obras em duas etapas

O Trevo Cataratas é um dos maiores entroncamentos rodoviários do Estado do Paraná e o principal do Oeste paranaense, ligando todas as regiões, sobretudo o Sul (Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e o Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul e Mato Grosso) do Brasil, bem como o corredor rodoviário para a Argentina e Paraguai.

O local é a confluência das rodovias BR-277, BR-369 e BR-467. É a principal entrada a Cascavel pela Avenida Brasil. Passam mais de 30 mil veículos por dia. A reestruturação total do Trevo Cataratas será feira em duas etapas, com implementação de passagens de nível e retirada dos semáforos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *