Três hospitais privados são credenciados para ofertar leitos de UTI ao Município

Programa de Atendimento Imediato é definido por critérios médicos, conforme resoluções do Conselho Federal de Medicina        

Sancionada em novembro do ano passado pelo prefeito Leonaldo Paranhos, a lei que criou o PAI (Programa de Atendimento Imediato) já teve três hospitais credenciados para ofertar leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) ao Município de Cascavel em caso de pacientes com risco iminente de morte, mas não houve necessidade de acionar o programa até agora.

O Município, por meio da Secretaria de Saúde, fará a intervenção necessária para a aquisição dos leitos quando não for possível, dentro do fluxo normal, o Estado direcionar o paciente com risco de morte para uma UTI.

“Desde a sua sanção não teve nenhum  paciente em risco iminente de morte que necessitasse de UTI e estivesse parado na UPA. Caso houvesse, e devido a excepcionalidade do caso, um único hospital credenciado é mais do que o suficiente, mas o programa já tem três. Qualquer deslocamento desses pacientes será feito pelo Consamu, até de helicóptero se necessário”, enfatiza o secretário de Saúde, Thiago Stefanello.

A intenção do programa é cobrar do Estado  e do Consamu a resolução dentro do fluxo normal, como vem ocorrendo,  mas caso não haja eficiência no atendimento rápido, o paciente com risco iminente de morte que necessite de uma UTI e esteja internado em uma das UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) terá a seu favor o acionamento do programa.

Segundo Stefanello, se for levado em consideração o histórico da Secretaria de Saúde, nos últimos seis anos nunca houve mais de um caso, de forma simultânea, dentro dos critérios estabelecidos pelo programa e, nos últimos 60 dias, também não há registros de casos com risco de morte iminente  e que a regulação tenha sido ineficiente.

Foram credenciados ao programa o Hospital São Lucas de Cascavel, Uopeccan (Umuarama) e Rede de Assistência à Saúde Metropolitana (Sarandi).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *