Sesa e Sesau alertam população para a necessidade de controle de criadouros do mosquito aedes aegypti

As orientações são para este período de férias 

Com a chegada das férias é importante que a população mantenha os cuidados necessários com suas residências. Este período de condições climáticas favoráveis a proliferação de Aedes aegypti requer atenção redobrada de cada cidadão. Antes de viajar verifique se no seu quintal ficaram objetos que possam acumular água e realize a eliminação, dentro de casa alguns cuidados também são necessários como a vedação de ralos e vaso sanitário, e em casos onde existem piscinas é necessário deixar alguém responsável para realizar a manutenção, desta forma pode-se evitar a proliferação de mosquitos e consequentemente a transmissão dos vírus da Dengue, Febre Chikungunya e Zika.

Prevenir é a melhor forma de evitar a dengue, zika e chikungunya. A maior parte dos focos do mosquito está nos domicílios, assim as medidas preventivas envolvem o nosso quintal e também os da nossa comunidade. Abaixo alguns cuidados que podem ajudar contra a proliferação de focos do aedes aegypti.

Tampe os tonéis e caixas d’água;

Mantenha as calhas sempre limpas;

Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;

Mantenha lixeiras bem tampadas;

Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;

Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;

Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;

Acompanhe a visita do Agente de Endemias e siga as orientações repassadas por este profissional. Vale ressaltar que a participação da população é de extrema importância para o controle do mosquito Aedes aegypti que é uma atividade complexa, sendo fundamental para este enfrentamento que todos assumam sua parcela de responsabilidade, considerando que este vetor é domiciliar. A forma mais palpável de evitar sua proliferação é eliminar criadouros, onde possa ocorrer o desenvolvimento de larvas na fase aquática.

SINTOMAS E TRATAMENTOS

A dengue pode apresentar-se na forma clássica e na forma grave – que necessita de maiores cuidados em leitos de observação ou internação. A dengue grave inicia com os mesmos sintomas da dengue clássica e, com o término da febre, surgem os sinais de alarme.

Normalmente, os sinais de alarme ocorrem entre o 3º e 5º dia, esse é o chamado período crítico para dengue. Tratado com hidratação e medicação sintomática corretamente, a maioria dos casos evolui para cura.

SINTOMAS CLÁSSICOS DA DENGUE

Febre alta com início súbito

Dor de cabeça

Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento deles

Perda de paladar e apetite

Náuseas e vômitos

Tonturas

Extremo cansaço

Manchas e erupções avermelhadas na pele semelhantes ao sarampo ou rubéola, principalmente no tórax e membros superiores

Moleza e dor no corpo

Dores nos ossos e articulações

SINAIS DE ALERTA DA DENGUE

Dores abdominais fortes e contínuas

Vômitos persistentes

Pele pálida, fria e úmida

Sangramento pelo nariz, boca e gengivas

Sonolência, agitação e confusão mental (principalmente em crianças)

Sede excessiva e boca seca

Pulso rápido e fraco

Dificuldade respiratória

Perda de consciência

Fonte/Asscom PMC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *