Secretaria de Saúde compartilha recomendações da Fiocruz para as festividades de fim de ano

Documento reforça as medidas de segurança individual e o número limitado de pessoas em um mesmo ambiente de confraternização
Há nove meses, o Brasil e o Mundo vem assistindo a maior crise de saúde humanitária deste século. Especialistas das mais variadas nacionalidades se debruçam em uma “batalha” contra um inimigo que não enxergamos, mas se revela quando as ações humanas ficam evidentes (aglomerações, não uso da máscara, entre outros descuidos).

Nesta semana, organismos nacionais e internacionais mostraram-se preocupados com a crescente evolução de novos casos e de mortes por Covid-19. Diante desse cenário, a apreensão é ainda maior com a proximidade das festas de final de ano, em que tradicionalmente famílias reúnem-se para a ceia.

O intuito de “reorganizar”os encontros familiares dos próximos dias, a Secretaria Municipal de Saúde compartilhou um documento orientativo da Fundação Oswaldo Cruz, quanto à celebração natalina e de ano novo. No entanto, o documento deixa claro que nenhuma medida é capaz de impedir totalmente a transmissão da Covid-19.

Veja as orientações:

* Limite o número de convidados, de acordo com o tamanho do espaço do imóvel, permitindo que as pessoas mantenham dois metros entre si;

* Oriente seus convidados a levarem as suas próprias máscaras;

* Evite música alta para evitar que as pessoas tenham que gritar ou falar alto. Caso alguém esteja contaminado com o vírus, lançará um número maior de partículas virais no ambiente;

* Dê preferência a locais abertos e ventilados. Evite o uso do ar condicionado;

* Na hora da ceia, peça aos convidados que reservam espaços separados previamente organizados no imóvel;

* Tenha sabão e papel toalha para secagem das mãos. Evite as toalhas de pano;

* Disponibiliza álcool em gel nos ambientes do imóvel;

* Evite fotos e selfies sem máscaras;

A manipulação dos alimentos que serão servidos na ceia também precisa rigorosamente seguir os protocolos de segurança. A Secretaria Municipal de Saúde destaca que o local de manuseio de gêneros alimentícios deve ter o número mínimo de pessoas.

Observe:

* Lave as mãos antes de preparar a comida e use máscara durante o preparo;

* Limite o número de pessoas no local em que os alimentos estão sendo preparados;

* Caso ofereça bebidas, disponibilize-as em embalagens individuais (latas ou garrafas);

* Ofereça condimentos, molhos para salada ou temperos embalados individualmente, sempre que possível;

* Evite o compartilhamento de utensílios para servir a comida. Pratos e bebidas em recipientes não individuais devem ser servidos por uma única pessoa;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *