Rotatórias e faixas elevadas em escola ganham ênfase na Educação de Trânsito

Em 50 minutos de abordagem foi possível perceber que a metade dos condutores ainda tem dúvidas de como se portar na rotatória
Um trânsito humanizado e mais seguro depende do bom comportamento de todos os envolvidos na via, sejam condutores de veículos, ciclistas ou pedestres. Cada um deve fazer a parte que lhe cabe durante a convivência na via, o que requer conhecimento das normas previstas no CTB (Código de Trânsito Brasileiro), respeito e bom senso. O projeto Cidadão em Trânsito da Cettrans/Transitar iniciou nesta manhã (3) ações orientativas que serão focadas, nos próximos dias, no uso correto de rotatórias e das novas faixas elevadas que estão em fase de implantação em 28 escolas da rede municipal de ensino, por meio do Projeto Rua Segura.

Nesta manhã a equipe de Educação de Trânsito da Companhia iniciou os trabalhos pela minirrotatória das ruas Manaus com Presidente Bernardes, no Bairro Cancelli. O local foi sinalizado no início do ano e muitos condutores ainda têm dúvidas na hora de acessar o novo dispositivo de organização e segurança do trânsito. Em 50 minutos de abordagem foi possível perceber que a maioria dos condutores que utiliza a Manaus ainda tem dificuldade de parar na rotatória. Com a sinalização, a preferência é dada aos demais veículos e, tanto naquele cruzamento, como nos demais que contam com esta forma de sinalização, todos os envolvidos devem observar o contexto.

De acordo com o artigo 29 do CTB, a preferência na rotatória é do veículo que já está em circulação, assim, o condutor que está parado deve aguardar o veículo em circulação passar antes de entrar na rotatória. Caso vários veículos cheguem ao mesmo tempo, a preferência é de quem está à direita. A sinalização vertical com “triângulo invertido” indica que o condutor deve dar a preferência.

“Perguntamos aos motoristas abordados se sabem as regras. A maioria respondeu que sim, mas na hora de explicar, demonstra dificuldade de expressar o conhecimento”, explica a coordenadora do setor de Educação de Trânsito da Cettrans/Transitar, Luciane de Moura.

Pelo menos 50% dos condutores apresentam dificuldade de interpretar a sinalização, por isso a equipe está intensificando durante esta semana e pretende dar continuidade na próxima até que pelo menos nos seis novos cruzamentos recentes – três no fim de 2019 e mais três este ano – sejam alcançados com orientativas.

Hoje Cascavel tem 20 rotatórias com a da Manaus.  No fim de 2019 receberam a sinalização os cruzamentos da Rua Pernambuco com Rui Barbosa; JK com a Rua Pernambuco e Afonso Pena com a Rua  Bandeira. Este ano foram sinalizados dois cruzamentos na Manaus (com Afonso Pena e Presidente Bernardes) e a Rua Guaíra com a Jequitibá.

“É um modelo que vem dando certo e que requer o conhecimento dos condutores, por isso a importância da educação no trânsito, mas para ser implantada ela também depende de um estudo de engenharia de trânsito”, detalha o liquidante da Cettrans/Transitar, Vander Piaia. O órgão de trânsito do Município está investindo neste tipo de dispositivo por fatores como viabilidade econômica, maior segurança para quem trafega durante a madrugada, além de ser de fácil utilização. “É uma ordenação fácil do trânsito e oferece maior segurança; ao contrário do semáforo, também controla o excesso de velocidade”, acrescenta Piaia.

Demais ações

Nesta quarta-feira (4), a equipe estará na às 9 horas na  minirrotatória da Rua Manaus x Afonso Pena.

Rua Segura

Também como forma de orientar pais, alunos, professores e demais membros da comunidade escolar, o Projeto Rua Segura prevê orientação nas escolas com material informativo e verbal visando à travessia segura dos estudantes nas novas faixas elevadas que estão em fase de implantação.

Hoje a equipe este na Escola Municipal Ana Neri. O grupo passa em todas as salas explicando o tema e depois leva as crianças para a via, para a orientação na prática. “Vamos manter o cronograma e já percebemos que iremos voltar nas escolas, para atender a demanda por completo; muitos pais ainda estacionam o carro e pedem para a criança atravessar sozinha, mas pedimos que acompanhem os pequenos até o portão”, explica Luciane.

Demais ações de faixa elevada

Quarta-feira (4)

19h30: Escola Municipal Maria Tereza Abreu de Figueiredo – Assembleia de Pais – Rua Xavantes, 1.389. Bairro Santa Cruz.

Quinta-feira (5)

7h30: Rua Segura (faixa elevada) – Escola Municipal Hermes Vezzaro. Rua Caigangues, 482. Bairro Santo Onofre.

12h45: Educativa Escola Maria Tereza

Dia da Mulher

Como parte das atividades comemorativas ao Dia da Mulher (8 de março) na sexta-feira (6) a equipe de Educação de Trânsito fará uma ação voltada às condutoras na Praça Wilson Joffre, a partir das 9 horas, com cerca de uma hora de duração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *