Reunião discute avanços no projeto do novo Trevo Cataratas

Reunião entre Ecocataratas, Prefeitura, Polícia Rodoviária Federal, deve acontecer no mínimo uma vez por mês, mas quando necessário, o encontro poderá ocorrer a cada quinze dias
Os avanços do projeto de revitalização do Trevo Cataratas foi tema de uma reunião na tarde de hoje (2) no gabinete do prefeito de Cascavel Leonaldo Paranhos. Além do prefeito, participaram do encontrou o diretor superintendente da Ecocataratas, engenheiro Silvio Caldas, o presidente do IPC ( Instituto de Planejamento de Cascavel Edson Vasconcelos,  o secretário de obras, Adelino Ribeiro e o gestor do Território Cidadão, José Carlos da Costa , o Cocão.

De acordo com o prefeito Paranhos, o Governo do Estado, quando fez o acordo de leniência, deixou  a responsabilidade à Prefeitura de Cascavel para conduzir o processo de definição do projeto e acompanhamento da obra. Uma reunião para discutir o assunto foi realizada no fim do ano  passado. “Eles apresentaram o projeto que será levado no DER (Departamento de Estradas de Rodagem) em Curitiba. Após a aprovação deste projeto, o mesmo retorna e faremos uma nova reunião para definirmos alternativas de trânsito. A obra será  complexa e a própria Rodovia exige que tenha uma blindagem para cumprir o cronograma de obras. O município vai ter que participar destas decisões de alternativas de trânsito”, esclareceu o prefeito Paranhos.

A Ecocataratas, pelo acordo firmado, tem até o final do mês de junho deste ano para aprovar o projeto com todas as suas alternativas  e no mês de julho deve iniciar as obras. A Prefeitura de Cascavel fará parte do comitê de acompanhamento da obra de forma oficial.  A obra no Trevo Cataratas vai envolver todos os  usuários da via, além de trabalhadores e empresários. “Por isso temos a preocupação de oferecer alternativas de trânsito para as pessoas. Nós sabemos que a grande quantidade de veículos hoje já é um problema, imagine com uma obra em andamento. Por isso é preciso fazer um estudo e o mesmo será executado pela Ecocataratas junto com DER e prefeitura.

Reuniões mensais

A reunião entre Ecocataratas, Prefeitura, Polícia Rodoviária Federal, deve acontecer no mínimo uma vez por mês, mas quando necessário, o encontro poderá ocorrer a cada quinze dias. A próxima reunião deve envolver a PRF que repassará informações sobre pontos polêmicos de trânsito, aqueles que oferecem mais perigo aos motoristas. Durante os dois anos e meio de obras, estas reuniões de trabalho serão realizadas entre todos os envolvidos.

Caldas disse ainda que o intuito da reunião foi debater as soluções e interferências que a obra vai oferecer e  com isso chegar a um consenso para que seja executada da melhor forma possível. “Estamos revisando o projeto e isso deve acontecer até o mês de junho e depois temos a expectativa de iniciar as obras entre julho e agosto”.

O diretor superintendente destacou que houve necessidade fazer algumas revisões no projeto, principalmente no que tange a contagem de tráfego.” Em função desta nova  contagem precisamos fazer pequenas alterações no projeto, mas nada que vai afetar o início das obras e ainda trará maior mobilidade para quem vai usar o trevo quando a obra estiver prontas. São pequenas  mudanças que  trarão melhorias à obra”, observou Caldas.

O contrato de concessão, termina em novembro de 2021 e a Ecocataratas pretende terminara obra dentro do prazo do contrato de concessão. “Nós estimamos que é uma obra para ser feita entre um e dois anos. Independente de estar dentro do prazo de concessão está garantido que aobra vai ser executada pela concessionária Ecocataratas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *