Projeto de Artes Marciais passa na CCJ

Projeto de autoria do Deputado Estadual Coronel Lee pede melhor qualificação para profissionais que trabalham com artes marciais

“Amarrar uma faixa preta na cintura não qualifica ninguém a dar aula de artes marciais. O que qualifica, é que essa pessoa esteja ligada à uma Federação, Associação ou Confederação, que valide seus ensinamentos”.
A fala curta e pontual do Deputado Estadual Coronel Lee confirmou a aprovação do projeto 510/2019 na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná. “É um projeto importante porque qualifica o profissional de arte marcial no ensino da técnica que se empenha a aprender e a ensinar. Isso inibe que qualquer um abra uma academia e acabe passando as técnicas, valores e princípios das artes marciais de uma maneira equivocada”, finalizou o parlamentar.
Após essa aprovação, o projeto segue em andamento, e de ir agora a plenário para a apreciação dos deputados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *