“Precisamos abrir o Município também em caráter internacional”, afirma Paranhos

Foto: Asscom PMC

Prefeito formalizou carta de intenções hoje pleiteando um tratado de irmandade entre Cascavel e uma das cidades da Província de Hyogo, no Japão

“Precisamos abrir o Município; estamos preparados para isso, pois criamos as ferramentas necessárias para investir também fora do Brasil”, disse o prefeito nesta tarde (6) ao receber o diretor-presidente do Governo da Província de Hyogo no Brasil, Nobuyuki Nagata, que por intermédio do deputado estadual Coronel Lee está em Cascavel visitando a cidade, visando ampliar  as relações econômicas e industriais entre o Município e cidades do Japão, além de estreitar laços de amizade e intercâmbios oficiais. Para isso, prefeito e deputado formalizaram cartas de intenções pleiteando por meio do Executivo e da Alep um tratado de irmandade entre Cascavel e uma cidade da Província de Hyogo.

“Esta modalidade de irmandade tem dado muito certo entre os países e, para nós, será uma honra conquistarmos uma cidade co-irmã em Hyogo, que é uma província moderna, que está bem no coração do Japão e, com um intercâmbio oficial, as parcerias podem ocorrer com maior velocidade, fazendo uma troca de experiências positivas”, destacou o prefeito que entregou uma carta de intenções endereçada ao governador da Província de Hyoago, sr. Toshizo Ido.

Em nome do governo, o senhor Nagata disse que existe um interesse grande de ampliar as relações entre o Município e o Japão. A cidade já serve de referência na importação de aves há mais de duas décadas por meio da Coopavel, empresa que compõe a lista das 20 maiores do agronegócio do País, com faturamento anual de R$ 2,5 bilhões. Ele apresentou a província aos convidados – o presidente da Acic, Michel Lopes; empresários da cidade e integrantes da comunidade japonesa – e, ao fim do encontro, disse que a reunião foi proativa, “pois o prefeito é otimista e positivo; além disso, a impressão que tivemos da cidade foi excelente: limpa, bonita, organizada, com um meio ambiente muito bom, além de transmitir sensação de segurança. Com certeza estas conversas prosseguirão”, garantiu.

O deputado Coronel Lee disse estar otimista, pois são boas as expectativas para que Cascavel seja uma das primeiras das próximas cidades que estão lutando para conquistar o tratado de irmandade com Hyogo. “Como tem de ser por intermédio da Assembleia Legislativa, estamos batalhando para aproximar Cascavel e caminhando junto com o prefeito Paranhos, encampando esta luta”.

O próximo passo para que o intercâmbio possa ser formalizado será dado já no primeiro trimestre de 2020. Uma comitiva do Governo do Paraná foi convidada para seguir para o Japão; e o prefeito Paranhos deve integrar o grupo. “É sempre muito importante receber representantes do Japão e, esta comitiva coordenada pelo deputado Coronel Lee, nos deixou muito felizes, pois trouxe um depoimento muito significativo, citando uma de nossas cooperativas como referência e, ainda, já nos convidando para ir até o Japão em março. Um país organizado, que importa muito do alimento que consome, tem muito a nos oferecer e, quiçá, possamos também oferecer algo de bom em troca, pois preparamos o Município e criamos as ferramentas necessárias para investimentos”.

Com o tratado de irmandade que se vislumbra, o objetivo é firmar futuras parcerias e projetos nas áreas de agricultura, desenvolvimento, ciência e tecnologia, saúde, educação e turismo, uma vez que o Estado do Paraná tem quase 50 anos de irmandade e cooperação com a Província próspera e moderna de Hyogo (Capital Kobe), que – junto com Kyoto e Osaka é uma das províncias localizadas em Kansai, região entre as mais desenvolvidas em tecnologia. Curitiba é co-irmã de Himeji; Londrina é cidade-irmã de Nishinomiya; Maringá de Kakogawa e Paranaguá é cidade irmã de Awaji-shi.

É considerada o Japão em “miniatura” no que diz respeito a território, mas um gigante em tecnologias, sendo um dos maiores produtores industriais na área de geradores de grande porte, vagões ferroviários, aviões, computadores, baterias de lítio, painéis solares fotovoltaicos e até nanotecnologia. É a província que se destaca também na agricultura no cultivo do arroz; também conhecida como a maior produtora de sake do país, além de cultivo de flores, bezerros do boi de Kobe e do boi japonês Wagyu.

Hyogo também abriga um dos principais portos do Japão, por meio do qual o País se liga com o restante do mundo. De lá também saíram os navios trouxeram os imigrantes japoneses para o Brasil.

Fonte/Asscom da PMC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *