Policiais militares salvam três pessoas que caíram de jet-ski no Canal da Galeta, no Litoral do estado

Policiais militares da Patrulha Costeira do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), pertencente ao 6º Comando Regional da PM (6º CRPM), salvaram três pessoas no mar após elas caírem de um jet-ski. A ação aconteceu por volta das 19h30 de sábado no Canal da Galeta ente a Ilha do Mel e Paranaguá, no litoral do estado, após uma ocorrência de tráfico de drogas.

De acordo com as informações do Boletim de Ocorrência, os soldados Marcio Pontes do Rosário e Thyago Jevinski de Vasconcelos estavam em deslocamento, com uma embarcação da Guarda Municipal e um agente desta corporação, quando ouviram três pessoas gritando por socorro. Ao se aproximarem com cautela, devido a baixa luminosidade, constataram que o jet-ski deles havia virado e dois deles estavam na água, sendo que um terceiro estava se afastando por causa da correnteza.

“Eu e o soldado Pontes pulamos na água e fomos em direção ao homem que estava se afastando por causa da baixa luminosidade, da maré e da correnteza. Conseguimos pegar ele e levar até a embarcação, mesmo ele tendo um grande porte físico”, contou o soldado Jevinski,

Logo em seguida, a equipe policial foi em direção a mulher, que também estava na água se segurando no jet-ski e conseguiu levar ela para a embarcação policial em segurança. “O piloto estava em cima do jet-ski, porém, com a agitação do mar, o veículo virava, ele caía na água e ele voltava a subir, até que conseguimos trazer ele para a embarcação”, complementou o soldado Jevinski.

“Toda a ação demorou cerca de 20 minutos, porque a maré estava forte então demorava muito para conseguir resgatar cada um deles, então foi muito cansativo e o soldado Pontes chegou a engolir a água do mar e acabou passando mal”, continuou o soldado Jevinski.

Ainda de acordo com o relato dos policiais, a maré estava levando as vítimas para o canal, onde passam navios de grande porte em direção. ao Porto de Paranaguá e isso era mais uma preocupação para a rápida retirada de todos do local. “Antes da nossa chegada, durante os momentos de pavor, uma das pessoas puxou sem querer a chave que fica presa no colete do piloto, que acabou indo para o fundo do mar, então eles não iam conseguir sair”, disse o soldado Jevinski.

Os policiais fizeram o reboque do jet-ski até a cidade de Paranaguá, onde não as vítimas não quiseram receber o atendimento médico do SAMU e que iram por conta própria. Os militares estaduais foram atendidos pelos socorristas e, posteriormente, levados até o Hospital Regional para exames mais detalhados, que não mostraram nenhuma alteração e foram liberados pelos médicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *