O LAMENTO DE UM FILHO Salmo – 64

Ouve, ó Deus, a minha voz nas minhas perplexidades; preserva-me a vida do terror do inimigo. Esconde-me da conspiração dos malfeitores e do tumulto dos que praticam a iniqüidade. (Sl. 64:1-2)

O texto de hoje nos mostra o lamento de um filho que se apresenta com muita angústia perante o Pai. O salmista Davi começa sua oração rasgando seu coração, dizendo que estava fazendo uma queixa perante Deus ante a aflição de estar sendo ameaçado por inimigos e, perceba, Deus não ficou zangado com Davi por ele apresentar queixas em suas orações.

Quando Jesus se entregou ao Pai na cruz e disse “está consumado”, o véu do templo se rasgou de cima a baixo, indicando que o caminho estava livre a todos os filhos de Deus, que poderiam clamar a ele sem intermediários terrenos. Davi, que também possuía unção profética, entendeu este princípio séculos antes da vinda do Messias. Ele tinha por costume apresentar suas queixas perante Deus, abrir e rasgar seu coração.

Observe que no salmo proposto para hoje que Davi diz a Deus como os inimigos estavam associados para destruí-lo. É um momento íntimo filho-Pai, qual, em meio à sua angústia, ele recebe uma palavra de Deus, que então o consola, prometendo protegê-lo e livrá-lo, então, causará respeito naqueles que não O conhecem e, como conseqüência, o nome dele será exaltado e os justos se alegrarão.

Esta conduta deve servir de modelo a todos nós, de forma que você, na qualidade de filho de Deus, pode e deve abrir sua vida para Ele, dizer onde está doendo, falar onde se sente injustiçado pela vida. Quando isso é feito no sentido de desabafo e em busca de orientação, Deus não ficará zangado conosco, antes nos responderá e nos dará as orientações e o consolo necessário.

IGREJA ANGLIANA EM CASCAVEL

TEMPO COM DEUS

Rev. Marialvo Rodrigues

Um comentário em “O LAMENTO DE UM FILHO Salmo – 64

  • fevereiro 1, 2020 em 3:40 pm
    Permalink

    Muito bacana, gostaria de conhecer a igreja. Obrigado!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *