Greve no transporte coletivo: Cettrans/Transitar inicia o cadastro de transporte alternativo de passageiros

Podem se cadastrar proprietários de veículos com condições de transporte de passageiros
Apesar da liminar que determinou hoje (17) o aumento de 30% para 70% o mínimo de veículos rodando durante o movimento grevista dos motoristas do transporte coletivo urbano de Cascavel, a divisão de Transporte da Cettrans/Transitar iniciou nesta manhã (17) o cadastro de transporte alternativo para veículos próprios. Dois proprietários de vans e um de uma minivan já aguardavam para fazer a inscrição quando a equipe iniciou o atendimento às 8 horas. Até agora, já são oito liberados para rodar.

Pelo Decreto nº 12.127, os veículos que passarem pela fiscalização ficam autorizados à cobrança do valor máximo de R$ 5,00 por passageiro no trajeto que forem liberados pela divisão de Transporte, conforme a demanda necessária. Uma identificação é colocada no para-brisas do veículo, para que os passageiros tenham certeza que o carro passou pelo cadastro na Companhia de Trânsito.

autoriza

Os motoristas apresentam os dados documentais e os dados do veículo; são observadas condições de pneus, cinto de segurança, faróis, freios, condições dos estofados e demais exigências mínimas de transporte  de passageiros, bem como a idoneidade do condutor.

Francisco Capelari adquiriu uma van para transporte escolar e como o período agora é de suspensão de aulas por conta da prevenção ao coronavírus, viu uma oportunidade de ajudar a população e, ao mesmo tempo, ter um ganho extra. Ele reside na região norte e se cadastrou para o transporte para os bairros onde reside. “Tem que estender a mão neste momento crítico e, como eu vou ficar parado, também é bom ganhar uns trocos. É hora de todo mundo se ajudar”.

Laurentino Rodriges de Souza também veio cedo para a Cettrans. Ele mora no Riviera e ficou sabendo pelo jornal na noite de ontem do cadastro. “Vim para ajudar a população, pois o povo não tem culpa da greve e agora é um período crítico. Como tenho curso de motorista e a van, achei que era hora de ajudar”. Ele recebeu as instruções e deve fazer a rota Floresta e Riviera conforme a demanda for necessária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *