Governo Municipal, entidades e atletas discutem e buscam aperfeiçoamento para o chamamento público

Foto: Asscom

Chamamento público amplia participação e oferece condições para associações esportivas captarem recursos e planejar seu trabalho

O prefeito Leonaldo Paranhos, o secretário municipal de Cultura e Esportes, Ricardo Bulgarelli, o diretor da Secesp, Daniel Scalco, e o presidente da Fundação de Esporte e Cultura de Cascavel, Leo Mion, participaram na noite de ontem (29), no Auditório da Prefeitura, de uma reunião com atletas e associações habilitadas e não habilitadas no chamamento público. O objetivo do encontro foi o de discutir e buscar um novo formato deste processo, além de repassar informações às entidades sobre a necessária organização e prestação de contas para que consigam avançar e alcançar mais beneficiados através do processo do chamamento.

Durante a reunião o prefeito Paranhos recebeu do IEC (Instituto do Esporte de Cascavel) uma placa de “Amigo do Esporte”. “Desde 2017, criamos um grande orçamento para investimento no esporte e estamos cumprindo rigorosamente o que diz a lei federal que é o chamamento para o repasse dos recursos. Dinheiro público para ser usado, precisa ter critério, o que não pode ter é burocracia, dificuldades”, disse o prefeito Paranhos, completando que “a reunião com as entidades serviu para debater a questão: o que é possível eliminar de burocracia para facilitar a vida das entidades vamos fazer, e o debate hoje foi bastante esclarecedor”.

Paranhos lembrou que “aportamos mais de R$ 5 milhões para fazer investimentos nos nossos atletas e este dinheiro precisa chegar até eles. Quando uma entidade não cumpre sua parte que é entregar a documentação dentro do prazo, cria um problema porque o dinheiro do orçamento fica parado, a entidade fica sem fazer a movimentação e o atleta fica sem ter este acesso à prática de sua modalidade”.

Para o diretor da Secesp, Daniel Scalco, as entidades precisam estar dentro de uma normatização legal para usufruir dos benefícios deste chamamento, a lei 3019/14 que foi instituída na esfera municipal em 2017. “O chamamento público veio para dar ampla participação e condições de associações esportivas concorrerem. O chamamento público dá oportunidade e igualdade de condições para que todos sejam contemplados e o melhor projeto seja efetuado”, completou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *