Financiamento da Educação e o Monitoramento do Plano Municipal de Educação são temas de Conferência realizada pela Semed

Foto: Asscom da Prefeitura

O evento reúne professores, pais , alunos e estudantes, no auditório da Univel

A secretária de educação, Márcia Baldini, participou hoje (3) da abertura da 4ª Conferência Municipal de Educação, que acontece na Unível. O evento acontece o dia todo com a presença de professores, pais e alunos. Este ano a conferência – que é realizada em parceria com o FME (Fórum Municipal de Educação) e com o CME (Conselho Municipal de Educação) – tem como temas o ‘Financiamento da Educação e o Monitoramento do Plano Municipal de Educação’. Márcia Baldini destacou a importância das conferências como um espaço de comunicação e mobilização social que visa à participação e ao debate sobre as Políticas Educacionais e o Monitoramento do Plano Municipal de Educação. “Se nós entrarmos na história das conferências de educação, a nível nacional nós tivemos  cinco grandes eventos como este. No Município, nós estamos na quarta Conferência Municipal de Educação. A primeira grande conferência nacional aconteceu no período anterior  ao início da segunda guerra mundial com a aprovação do primeiro Plano Nacional de Educação. Ele foi aprovado mas não saiu do papel e não refletiu de forma alguma nos Municípios, porque  este ente federado foi criado e reconhecido a partir da Constituição de 88”.

Falando em nome do prefeito Leonaldo Paranhos, Márcia Baldini disse que a busca pela valorização dos  professores, não apenas no que se refere ao pagamento do piso da categoria mas também em estrutura física, tem sido uma constante neste governo. “Já vislumbrando  o cenário nacional e a necessidade dos espaços físicos, estamos pleiteando um financiamento que vai ser protocolado na Câmara de Vereadores, no valor de  R$ 25 milhões para a Educação, e este financiamento, vai ser usado em 15 unidades que passarão por melhorias tanto em reforma, ampliação, quanto na construção de mais  duas unidades de CMEI”, a secretária completou falando que “ nós pegamos uma situação bastante preocupante na rede com a deteriorização de prédios. Já conseguimos fazer intervenções de pequeno, médio e longo portes em 46 unidades escolares, e estamos com mais nove obras em execução e quatro que estamos finalizando a licitação”, Márcia Baldini completou falando que  “nesse fim de ano, o Município conseguiu abrir 2.180 vagas na educação infantil, no início do ano vamos chamar mais 600 vagas na  educação infantil e mais as desistências de quem estava na fila, que nos ofertará em torno de 500 vagas”.   Ontem (2) foi protocolado na Câmara Municipal, um anteprojeto que faz uma reparação história para os professores que é o pagamento de 3,28%, que era uma meta  do prefeito Paranhos, atingir o pagamento do piso para a categoria. Foi um compromisso assumido com os professores de chegar no valor do piso e vamos chegar”.

Os participantes puderam se inscrever em diferentes grupos de trabalho e deverão se reunir para discussões acerca de seus respectivos temas. Antes disso acompanharam uma Mesa Redonda, sobre o tema da conferência, formada pela secretária Marcia Baldini e representantes da Educação nas esferas estadual e Federal.  À tarde, além da sequência das discussões dos grupos de trabalho, haverá ainda a Plenária Final. Presente no  evento, o promotor de justiça, Luciano Machado falou que “é importante as discussões e a presença de pais, professores, estudantes , poder legislativo em discussões em torno da educação. Nós precisamos manter a perspectiva de responsabilidade social das instituições e do poder público para um debate para a revisão do que foi projetado para a educação. Há necessidade de se priorizar a educação”.

O vereador Carlinhos de Oliveira,  presidente da Comissão de educação da Câmara de Vereadores, destacou em seu pronunciamento a importância do monitoramento do

Plano Municipal de Educação. “É uma ferramenta muito importante para que nós possamos acompanhar aas ações que já foram executadas, aquelas que ainda podem ser executadas na educação de Cascavel. Esperamos que o plano criado este ano, seja um norteador para 2020 para que possamos ter uma educação de qualidade e justa dentro do Município de Cascavel.”

Ao final da 4ª Conferência Municipal de educação foi  aprovado o relatório final acerca do Plano Municipal de Educação. A presidente o Conselho Municipal de Educação,  Marília Maria Montiel Coutinho, reforça a importância de momentos como o de hoje. “As Conferências Municipais vêm para debatermos com clareza e elencarmos, por meio do relatório final, aquilo que nós já alcançamos e o que ainda não foi alcançado”, disse se referindo ao Plano Municipal de Educação e reforçando que momentos de debate servem para fortalecer a efetivação das Políticas Públicas de Educação.

Fonte/Asscom da Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *