Estrada do Colono: Paranhos defende reabertura com responsabilidade ambiental

Projeto tramita na Comissão de Meio Ambiente do Senado e prefeitos das regiões Oeste e Sudoeste querem unir forças para que haja avanços

O prefeito de Cascavel,  Leonaldo Paranhos, participou na manhã de hoje (20) da primeira reunião de 2020 da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná), que entre outros temas tratou da reabertura da Estrada do Colono, fechada por decisão judicial desde 2001. A estrada cortava o Parque Nacional do Iguaçu.

Paranhos diz que hoje há mais maturidade e responsabilidade para tratar de temas ambientais relacionados à estrada que ligava as regiões oeste e sudoeste do Paraná. “Não é uma questão de exploração da estrada, mas uma necessidade de integração, com respeito ao meio ambiente”, disse.

Paranhos diz que a proposta de reabertura tem o seu aval. Ele lembrou que países da Europa usam estradas em parque ambientais para incentivar o turismo.

Um projeto para a reabertura tramita na Comissão de Meio Ambiente do Senado. Os prefeitos das regiões Oeste e Sudoeste do Paraná estão unindo forças para pressionar os senadores a dar sequência ao projeto.

O deputado Nelson Luersen, que participou da reunião, defendeu que o Ibama e o ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) administrem a estrada.

O deputado Michel Micheletto, que também esteve na reunião e já foi presidente da Amop lembrou que a luta pela abertura da estrada já era uma das bandeiras de seu pai, Moacir Micheletto, que quando era deputado federal defendia a mesma bandeira.

Dengue

Outro assunto em pauta na reunião da Amop desta segunda-feira foi o avanço da dengue no Paraná. Ações para evitar que uma epidemia generalizada tome conta dos municípios da região foram discutidas pelos prefeitos. O chefe da 10ª Regional de Saúde, João Gabriel Avanci, destacou que o número de notificações de dengue no Estado aumentou 4.000% no atual período epidemiológico em relação ao anterior. Ele lembrou que não há outra forma de enfrentar o problema a não ser com a união de todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *