Dengue: Saúde anuncia atendimento ampliado e possibilidade de Hospital de Campanha

Ações são realizadas para atendimentos à dengue e coronavírus e para desafogar fluxo das UPAs
A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) anunciou, na manhã desta terça-feira (10), uma série de ações que já foram tomadas para dar fluxo à alta demanda nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) devido ao avanço dos casos de dengue. Atualmente, Cascavel conta com 523 casos confirmados da doença, conforme o último boletim epidemiológico. As medidas também fazem parte do enfrentamento ao coronavírus, que não tem casos confirmados em Cascavel, mas há três suspeitas em investigação.

Entre as ações anunciadas pelo prefeito Leonaldo Paranhos e o secretário de Saúde, Thiago Stefanello, está a suspensão das reuniões de trabalho que são realizadas nas Unidades Saúde da Família (USFs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Além disso, também estão suspensas as licenças-prêmio e licença sem vencimentos dos servidores da saúde.

Para que o atendimento à população seja ampliado, visto que as UPAs estão sobrecarregadas, com até 70 consultas a mais por dia que a média, será  ampliado o horário de atendimentos na USF do Morumbi e nas UBSs dos bairros Neva e Aclimação, que passarão a atender das 19h até as 22 horas, a partir de hoje (10). O horário estendido será exclusivo para atendimento de casos com sintomas de dengue e coronavírus. “Organizamos uma escala de trabalho com médicos todas as noites. Não adianta a população ir à noite para mostrar exames, buscar remédios e fazer agendamentos, nós só vamos atender demanda espontânea de casos de dengue”, explica o secretário de Saúde, Thiago Stefanello.

As unidades foram escolhidas pelo número de salas, logística de medicamentos e porque ficam concentradas em regiões de grande fluxo, especialmente a do Morumbi, local que há maior número de pacientes com sintomas de dengue. As instituições estão totalmente equipadas com profissionais e insumos como soros, luvas e remédios.

As UBSs do Santa Cruz, Floresta e Nova Cidade já possuem atendimento estendido até às 22h.

Sintomas de dengue
Os sintomas de um paciente com dengue são: dor de cabeça, febre, dor atrás dos olhos, fraqueza em geral e dor nas articulações.

HOSPITAL DE CAMPANHA
A preocupação com a saúde dos cascavelenses exige medidas mais drásticas. Diante disso, está sendo estudada a instalação em Cascavel de um Hospital de Campanha. A previsão é que a unidade provisória possa fazer até 300 consultas por dia. “Será um ponto de atendimento que poderemos contar com 30 a 60 leitos de observação de curta e média duração e uma estrutura de profissionais para dar vazão a esse atendimento. Temporariamente será mais uma UPA adulto. Já temos quatro locais em vista, temos os equipamentos e insumos necessários, mas temos o problema de equipes, já que não conseguimos contratar nem por concurso público”, pontua o secretário de Saúde, Thiago Stefanello. Para resolver essas tratativas será realizada amanhã (11) uma reunião com Exército, Ministério Público, entidades e Consamu para analisar a possibilidade do Hospital de Campanha ser implantando.

A ação, segundo o prefeito Leonaldo Paranhos, visa garantir que os munícipes tenham acesso aos atendimentos mais adequado. “É um desafio nosso, mas a responsabilidade é de todos. Diante desse cenário, existe até a possibilidade de antecipar as operações do Hospital de Retaguarda, que está prevista a entrega para ainda este semestre”, pontua o prefeito, que ressalta que quem tiver móveis ou um espaço adequado para a instalação do Hospital de Campanha que procure a Prefeitura.

Coronavírus
No mundo inteiro a preocupação com o coronavírus (Covid-19) é grande. Em Cascavel, não é diferente. O Município conta com três casos suspeitos da doença.

Os primeiros dois casos ainda estão em análise pela Fiocruz. Já o caso mais recente, de um jovem de 28 anos, com a passagem pela Europa, está sendo analisado pelo Lacen (Laboratório Central do Estado do Paraná). Os resultados serão divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde. Em todos os casos, os pacientes se encontram em boas condições, sem agravamentos.

São casos suspeitos de coronavírus os pacientes que apresentarem febre e pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse ou dificuldade de respirar) e ainda, contato com caso suspeito ou com histórico de viagem internacional nos últimos 14 dias a países da Europa, América do Norte e Ásia.

Os pacientes que sentirem os sintomas e com histórico recente de viagem a estes países, NÃO devem, preferencialmente, acessar os serviços de saúde, e sim, realizar contato telefônico com a UBS ou ESF do seu bairro de segunda à sexta em horário comercial, e solicitar para falar com a Coordenadora da Unidade, informando tratar-se de um possível caso suspeito de Coronavírus, ou então, de segunda a sextas-feiras das 19h às 07h e nos finais de semana (24h) pelo telefone de plantão da VIEP – (45) 98431-6339.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *