Covid-19: Cettrans/Transitar repassa check-list de precaução com empresas que operam o transporte coletivo urbano

Devido à greve, Cettrans/Transitar abre cadastro de transporte alternativo de passageiros
Em reunião nesta manhã (16) com representantes das duas empresas que operam o sistema de transporte coletivo urbano no Município de Cascavel, o liquidante da Cettrans, Vander Piaia, acompanhado da gerência da Divisão de Transporte, colocou em pauta o Decreto nº 15.302 – que suspende atividades sujeitas à aglomeração de pessoas no âmbito do setor público do Município de Cascavel – e dá outras providências como medidas de ampliação de precaução ao coronavírus (Covid-19), entre elas a ampliação do número de veículos para utilização nos horários de pico.

“Ficou definido o papel das empresas neste momento crítico que estamos vivendo por conta desta pandemia”, explica Vander Piaia, lembrando que o Município, paralelamente, enfrenta também uma crise por conta da deflagração, nesta segunda-feira (16), da greve dos trabalhadores do transporte coletivo, “situação que embora fuja à alçada do Pode Público solucionar – porque trata-se de uma relação patrão-empregado – é nossa função enquanto representantes da população defender o interesse da coletividade, então buscamos intermediar ouvindo os dois lados, contudo, temos visto o que desfecho se dará na esfera judicial”.

Segundo Vander, na reunião de hoje buscou-se avançar na tentativa de buscar um entendimento para suspender a greve iniciada na madrugada desta segunda, uma vez que a ausência da frota normal e em quantidade suficiente para o deslocamento da população, afeta não somente a mobilidade natural, como também se trata de uma questão de saúde pública, principalmente neste momento de pandemia. “Com todo respeito que temos com a classe trabalhadora, a greve veio num momento inadequado”, avalia Piaia.

Durante a reunião foi repassado com os representantes da Capital do Oeste e da Pioneira um check-list de responsabilidades para o enfrentamento do coronavírus. As empresas informaram que já fazem a limpeza diária dos veículos, com produtos próprios para eliminação de vírus e bactérias, mas se comprometeram em intensificar o processo de higienização dos carros; quanto à disponibilização da frota reserva nos horários de pico as empresas também informaram que irão colocar os veículos que não estiverem em manutenção para rodar para evitar aglomeração de pessoas na medida em que o movimento grevista permitir. A frota normal circula diariamente com 135 veículos, movimentando uma média de 70 mil passageiros.

Da parte da Cettrans/Transitar, Vander explicou que já está sendo disponibilizado álcool gel desde sexta-feira (13) nos terminais de transbordo; para evitar o furto, o produto foi colocado à disposição nas duas guaritas dos cinco terminais; faixas e banners orientando sobre os cuidados também estão sendo impressos; hoje a equipe da divisão de Transporte está disponibilizando álcool gel no Terminal Rodoviário (portas de acesso e principais plataformas de embarque); o produto também já foi repassado para os agentes do EstaR.

Cuidado com os idosos

Outra medida da Cettrans/Transitar foi intensificar a orientação para a população idosa evitar a utilização de ônibus neste momento, optando por meios de transporte alternativos. “Trata-se de uma faixa etária mais suscetível ao vírus, então não estamos impedindo, mas orientando a evitar o uso de locais aglomerados e de transporte público”, reafirmou Piaia.

Ainda sobre a greve

Em relação à greve, a Cettrans/Transitar vem acompanhando e avaliando a movimentação desde a madrugada de hoje (16) e manterá as linhas prioritárias conforme a relação abaixo, já divulgada ontem. Ao todo são 20 carros da empresa Capital do Oeste e 25 da Pioneira.

capital

pioneira

Cadastro de transporte alternativo

Também está aberto o cadastro de transporte alternativo para veículos próprios na Cettrans/Transitar. Interessados podem procurar o setor de Transporte.

De acordo com o Decreto nº 12.127, veículos autorizados pela Cettrans/Transitar ficam autorizados à cobrança do valor máximo de R$ 5,00 por passageiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *