Combate à dengue é reforçado com aplicação de fumacê em Cascavel

O veículo com o UBV pesado passará hoje nos bairros Bramadeira e Interlagos

Em razão dos números cada mais vez mais preocupantes da dengue em Cascavel, visto os 140 casos confirmados no último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, a Divisão de Vigilância em Saúde Ambiental, solicitou um apoio a Secretaria Estadual de Saúde.

O governador Ratinho Jr. e o secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Pedrin Preto, liberaram para Cascavel o veículo que fará o famoso fumacê e que auxiliará o Município nos trabalhos para combater o aedes. A aplicação do UBV pesado começa nesta quarta-feira (19) em Cascavel, pelos bairros Brasmadeira e Interlagos, das 17h às 21h, se as condições climáticas permitirem.

O Ministério da Saúde avaliou as informações sobre casos positivos e dados de inspeções e liberou a utilização do equipamento apenas para os bairros com maior incidência de infestação. Dessa forma, o veículo não passará por todo o Município, apenas nos bairros Brasília, Morumbi, Floresta, Pioneiros Catarinenses e Neva. O cronograma ainda não foi definido.

Conforme a diretora em Vigilância em Saúde do Município, Beatriz Tambosi, as aplicações do inseticida seguem alguns critérios. “O vento tem que estar adequado. Não pode ser mais que 10 km por hora. Por isso, o carro vai passar sempre no início da manhã, das 5h às 9h, e no fim de tarde, das 17h às 21h. Além disso, a temperatura precisa ser adequada, não pode estar muito quente e nem chovendo”, explica a diretora, ressaltando que caso as condições climáticas não seguirem os requisitos, a aplicação será cancelada.

As comunidades dos bairros em que o fumacê for passar serão avisadas pelos meios de comunicação e por um carro de som no bairro. Para realizar o trabalho, o veículo já recebeu a autorização da Transitar/Cettrans para trafegar abaixo da velocidade preconizada nas vias. Isso é necessário para que o inseticida seja distribuído amplamente nos bairros.

Beatriz reforça que a participação da população é primordial para o controle efetivo do mosquito Aedes aegypti, uma vez que mesmo com a aplicação de inseticida se não ocorrer a eliminação de criadouros, novos mosquitos irão eclodir e todos os esforços serão perdidos. Ou seja, a prevenção segue sendo a melhor arma no combate ao mosquito.

A aplicação de inseticida, por meio do fumacê, é ferramenta de eliminação de mosquitos alados e não a solução para a alta infestação do município, portanto, é extremamente importante que as ações de limpeza e eliminação de criadouros por parte dos cascavelenses sejam mantidas.

CUIDADOS

Durante a aplicação de inseticida é importante que os moradores abram portas e janelas, protejam animais de estimação e pessoas com problemas respiratórios.

É recomendado também que os moradores não acompanhem o aplicador, pois a exposição direta ao veneno pode causar mal estar em alguns indivíduos. Os cidadãos podem ficar dentro das suas residências.  “A orientação é para que os moradores possam abrir seus imóveis e recolher os animais antes da aplicação. O inseticida é uma espécie de veneno. Então, pode ocorrer sim um risco. Por isso, a orientação é que pessoas com alergias ou problemas respiratórios não fiquem expostas quando o carro passar na rua. É um inseticida e pode causar uma intoxicação leve ou uma alergia. Caso alguém venha apresentar algum sintoma, é recomendado que procure o serviço de saúde e informe que os sintomas apareceram logo depois da aplicação do inseticida”, pontua Beatriz Tambosi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *