Câmara Técnica de Ortopedia cria novo fluxo de encaminhamentos em Cascavel

Foto: Ilustrativa

Câmara Técnica de Ortopedia cria novo fluxo de encaminhamentos em Cascavel

A partir de domingo (1) será implantado um novo fluxo de atendimento na ortopedia em Cascavel. Com este novo formato, a expectativa é de que nenhum paciente com fratura ou necessidade de tratamento ortopédico permaneça mais de 24 horas nas UPAs. Isso porque, diariamente, a macrorregulação encaminhará os pacientes aos hospitais São Lucas e Do Coração/Salete. Apenas os casos mais graves seguirão para o HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná).

A mudança foi decidida, segundo o secretário de Saúde, Thiago Stefanello, em reunião na 10ª Regional de Saúde quarta-feira (27), após quase 60 dias de discussões e a vinda do superintendente da Secretaria de Estado da Saúde, Vinícius Filipak, que contribuiu com o avanço do debate, chegando-se à reorganização do fluxo do atendimento ortopédico de urgência.

“Este novo consenso é uma decisão conjunta e madura da Sesa, do Consamu, do Município de Cascavel e dos representantes dos Hospitais São Lucas, Do Coração/Salete e HUOP, visando um atendimento mais humanizado e célere para os pacientes “, detalha o secretário. Segundo ele, já a partir deste domingo as UPAs devem começar a desafogar, uma vez que a esperada de até dez dias por uma vaga para ortopedia acabará.

A partir do novo fluxo os pacientes com fraturas atendidos nas UPAs seguirão sendo encaminhados para avaliação do médico ortopedista na UPA Tancredo Neves e, após a avaliação inicial do ortopedista do plantão, caso o paciente necessite de avaliação hospitalar, será encaminhado preferencialmente para atendimento ambulatorial nos serviços do Hospital São Lucas e Do Coração/Salete. Os casos emergenciais e mais graves seguirão sendo encaminhados ao HUOP.

Texto Via/Asscom da Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *