Call Center da Secretaria de Saúde recebe mais profissionais para atendimento à população

A partir dessa terça-feira, 24, outros 10 profissionais reforçam o serviço
Todos os dias cerca de 30 pessoas trabalham no serviço telefônico criado exclusivamente para atender à população em caso de síndromes gripais, queixas agudas ou por síndromes respiratórias relacionadas ao novo coronavírus (COVID-19). A partir dessa terça-feira, 24, outros 10 profissionais reforçam o serviço, seja no atendimento à população, ou no contato da Secretaria de Saúde aos pacientes que já estão em isolamento domiciliar recomendado pela Vigilância Epidemiológica.

“Estamos aprimorando o serviço de Call Center o mais rápido possível para atender uma quantidade cada vez maior de ligações que recebemos diariamente”, destacou Thiago Daross Stefanello, secretário de saúde. O Call Center é composto por  servidores públicos lotados nos diversos serviços de saúde, além das equipes da residência-médica e equipes de residentes multiprofissionais.

A cada dia, o número de profissionais de saúde deve crescer para que as pessoas que já receberam as orientações da Vigilância Epidemiológica para o isolamento domiciliar, sejam acompanhadas por esses profissionais diariamente, conforme o tempo de isolamento recomendado esteja próximo de ser concluído.

Vale lembrar! Os números do Call Center para informações, antes de procurar os serviços de saúde

Call Center 1 = (3096-9090) Para informações aos pacientes com sintomas gripais e viajantes.

Call Center 2 = (3096-9191) Para informações aos pacientes que utilizam serviços da Saúde Mental, gestantes e pacientes com queixas agudas e crônicos descompensados.

Call center 3 – ( 3321 2110) Odontologia  – Casos agudos/Urgências (Para avaliação de casos agudos, urgências e emergências odontológicas.)

UPAs = As Unidades de Pronto Atendimento UPAS atenderão a demanda das demais patologias, em caso de urgência e emergência.

Informações sobre o coronavírus  =  O cidadão deve ligar para o telefone exclusivo para assunto ligados ao COVID-19, até mesmo se a informação que recebeu é verdade ou mentira. O telefone é 3321-2001.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *