Ambulatório do Hospital de Retaguarda retoma atendimento exclusivo contra Covid-19

A partir dessa quarta-feira (9), o ambulatório da unidade hospitalar recebe pacientes por livre demanda com sintomas do novo coronavírus
O Secretário de Saúde de Cascavel, Thiago Daross Stefanello, anunciou hoje (8) que a partir dessa quarta-feira (9), o Hospital Municipal de Retaguarda Allan Brame Pinho, iniciará o atendimento de livre demanda dos pacientes com sintomas da Covid-19. O ambulatório da unidade hospitalar foi novamente reorganizada para atendimento as pessoas sintomáticas respiratórias.

A reabertura do ambulatório exclusivo contra a Covid-19 fortalece ainda mais a estratégia municipal de saúde no acolhimento aos pacientes, que por ventura venham a apresentar sintomas do novo coronavíris. Desde ontem (7), três Unidades Básicas de Saúde (Floresta, Santa Cruz e Nova Cidade) atendem das 7h às 22 horas pacientes exclusivamente com sintomas respiratórios.

“Durante a madrugada e finais de semana, os cidadãos que apresentarem algum quadro adverso respiratório, podem procurar as UPAs. Já no período do dia e da noite, os pacientes devem priorizar a busca pelo atendimento em uma das três Unidades Básicas de Saúde ou então o ambulatório do Hospital de Retaguarda”, destacou o secretário Thiago Daross Stefanelo.

O secretário reforça a necessidade das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) serem direcionadas para a demais patologias de urgência e emergência. Dessa maneira, o atendimento relacionado à Covid-19 tem a devida atenção com outros locais exclusivos.

“Cada uma das Unidades Básicas de Saúde tem capacidade de realizar 100 consultas diárias, além do ambulatório do Hospital de Retaguarda, com outras 100 consultas diariamente. Com as UBSs exclusivas de combate à Covid-19, sentimos uma redução significativo do tempo de espera nas UPA’s para outras patologias”, completou Thiago.

A Secretaria Municipal de Saúde salienta que é importante continuar com as medidas de segurança através da chamada “etiqueta respiratória”. Ela consiste na utilização de máscaras, higienização das mãos com álcool em gel 70% e a prática do distanciamento social evitando aglomerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *