Agricultura Urbana chega a 84 hortas e 360 cultivadores

A produção da Agricultura Urbana de Cascavel é feita por voluntários e se destina ao autoconsumo das famílias envolvidas, mas pode também abastecer cozinhas comunitárias, restaurante popular e, ainda, para venda do excedente no mercado local
 O programa lançado em  fevereiro de 2017,  junto com o programa Território Cidadão, tem como  foco principal  a implantação de hortas, hortos medicinais e aromáticos, ocupando terrenos baldios ociosos na área urbana e periurbana do Município para a produção de alimentos saudáveis, livres de defensivos agrícolas.

O projeto que começou com uma horta modelo, no bairro Cascavel Velho, chegou em 2020 com 84 hortas implantadas, envolvendo aproximadamente 360 cultivadores.  As hortas são administradas por associações de moradores, famílias envolvidas no projeto do Território Cidadão e ONGs .

O Programa Agricultura Urbana, cultiva hoje mais de 198.423 m². Nestes canteiros são produzidos alimentos como mandioca, feijão, batata-doce, arroz, alface, brócolis, almeirão, rúcula, salsinha, cebolinha, couve, couve-flor, entre outras verduras e legumes e frutas como banana, morango e abacaxi, além das ervas medicinais e aromáticas.

 Chamamento público

Quatro ONGs participaram do chamamento público que  teve os  envelopes abertos no dia 18 de janeiro, analisados pela comissão de seleção e o resultado foi pronunciado no dia 19.

Depois de todos os trâmites legais inicia-se a execução do chamamento  das ONGs,  já no dia 1º de março. Para participar, as organizações precisaram cumprir com alguns requisitos  como, por exemplo, ter estatuto próprio, atividades relacionadas ao meio ambiente, agroecologia, agricultura e meio ambiente .

As ONGs que vencerem o chamamento se comprometem a fazer  ao menos quatro novas hortas, com no mínimo 500 metros quadrados cada, e dar assistência nas hortas implantadas.

Durante doze meses serão repassados R$ 9 mil para as ONGs vencedoras do chamamento, totalizando R$ 432 mil em investimentos.

 Excesso de chuva

As chuvas registradas em Cascavel nos últimos dias têm afetado a produção, mas os técnicos agrícolas do Território Cidadão envolvidos no projeto da Agricultura Urbana prestam toda assistência necessária para as famílias e associações envolvidas no programa Agricultura Urbana.

“Uma dica fundamental é manter o solo drenado em casos de chuva. O excesso de umidade pode encharcar a terra, fazendo com que as raízes das plantas apodreçam. A ocorrência de fungos também pode acontecer na época chuvosa, por isso temos que redobrar os cuidados”, explicou Roberto Assunção de Mello, técnico operacional do programa Agricultura Urbana.

Fonte/Via Asscom     _     Foto/Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *