ADVENTO DE NATAL Mt. 01: 18-28

O Natal se aproxima, iremos contemplar que o Verbo eterno existente antes dos séculos, fez-se homem, fez-se criatura, fez-se pequeno e veio habitar entre nós. Sua vinda ao mundo salvou o mundo, elevou toda a natureza, toda a criação.  A sua bendita encarnação lavou o pecado do mundo e deu vida divina a todo o universo.

A palavra de Deus nos diz que este acontecimento imenso e fundamental para a humanidade e para toda a criação, passou pela vida simples e humilde de um jovem carpinteiro e de uma pobre menina moça prometida em casamento, numa aldeia perdida das montanhas da Galiléia. Deus entra silenciosamente na vida daquele casal humilde e Maria deixou que Deus fosse Deus de sua vida, abandonando-se confiantemente nas mãos do Senhor. Eu sou a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua palavra. (Lc. 1: 38). Por outro lado, José sabe que aquele filho não é seu e também silencia, pois não sabe o que perguntar a sua noiva. E, no silêncio de Deus, pacientemente Ele vai tecendo a sua história de salvação na nossa pobre história humana. O Deus infinito dobrou-se, inclinou-se amorosamente sobre a pequena e pobre realidade humana, para aí fazer irromper o seu plano de amor.

A História do Reino de Deus não pode ser explicada pela razão, pela emoção ou pela sabedoria e entendimento humano, mas, pelo caráter sobrenatural e a iluminação do próprio Espírito Santo de Deus. Também conosco é assim. O Senhor está presente no mundo. Aquele que veio pela sua bendita encarnação, nunca mais nos deixou. Na potência do seu Espírito Santo, ele se faz presente nos irmãos, nos acontecimentos, na sua Palavra e, nos sacramentos.

Supliquemos à Deus para que estejamos atentos em reconhecer o Senhor nas estradas de nossa existência, e generosos em corresponder aos seus apelos, como o Casal de Nazaré. Assim fazendo e assim vivendo, experimentaremos aquilo que o carpinteiro e sua esposa experimentaram; a presença terna e suave de Jesus no dia-a-dia humilde de nossa vida.

IGREJA ANGLICANA EM CASCAVEL

Rev. Marialvo Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *