Ações educativas enfocam a responsabilidade com a vida no trânsito

Hoje (8) a ação foi realizada na Rua Paraná; nesta quarta (9) os agentes orientam condutores na Rua Erechim
Com foco na segurança para mais vida no trânsito, agentes da Transitar retomaram hoje (8) ações educativas no Centro de Cascavel, na Rua Paraná entre a Engenheiros Rebouças e Dom Pedro II. Desta vez, voltada a todos os modais, com abordagem de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres, reforçando o alerta para a responsabilidade de todos. Nesta quarta (9), a partir das 14 horas, agentes orientam condutores na Rua Erechim, próximo à Rua Dom Pedro II.

Além de orientar sobre os riscos de não se observar as normas do CTB, também houve fiscalização dos agentes quanto à CNH, devido ao alto índice de condutores que vêm sendo abordados em Cascavel conduzindo veículo sem habilitação. Somente nas operações do último fim de semana – entre a Sinergia na quinta (3) e as de bloqueio na sexta (4) e no sábado (5), foram 24 notificações por falta de CNH.

“Estamos vivenciando um triste aumento de perdas de vidas no trânsito; as estatísticas revelam menos acidentes e mais mortes e precisamos, todos juntos, mudar esta realidade, porque isso ocorre, muitas vezes, pela inobservância da legislação, pela falta de equipamentos de segurança e pelo excesso de velocidade”, detalhou a encarregada do setor de Educação de Trânsito da Transitar, Luciane de Moura.

Além da educativa com fiscalizadora associada, agentes aproveitaram a abordagem para tirar dúvidas quanto a outros elementos do trânsito e acerca do Decreto Estadual em vigor, que impõe restrições devido à pandemia do coronavírus, visando evitar aglomerações.

Para o entregador Marcelo Rodrigues, que foi abordado pelos agentes, as ações devem continuar, pois contribuem para um trânsito mais educado, contudo, ele entende “que depende de cada de nós cuidar do trânsito; tem que partir da gente se conscientizar, no comportamento do dia a dia, pois um pode cuidar melhor do outro”.

41,18% mais mortes de motociclistas

Até agora, foi registrado um total de 63 mortes no trânsito de Cascavel este ano: 29 no perímetro urbano e 34 em trecho de rodovias. Desses, 13 condutores de automóveis (3 perímetro urbano; 10 rodovias); 4 passageiros de automóveis (0 perímetro urbano; 4 rodovia); 25 motociclistas (18 perímetro urbano; 7 rodovias); 5 passageiros de motocicleta (2 perímetro urbano; 3 rodovias); 12 pedestres (5 perímetro  urbano; 7 rodovia) e 4 ciclistas (1 perímetro urbano; 3 rodovia).

No comparativo com o ano passado, até o dia 30 de novembro, o número de óbitos cresceu 12,96% (de 54 para 61). Somente entre motociclistas, houve aumento de 41,18% nos óbitos e 30% mais mortes entre condutores de automóveis. No que se refere a passageiros de motocicletas, a estatística revela 400% mais vidas perdidas (1 em 2019 e 4 neste ano de janeiro a novembro).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *