A LEI E A PROMESSA (Gálatas 3: 15-22)

“Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: E aos descendentes, como se falando de muitos, porém como de um só: E ao teu descendente, que é Cristo…” ( Gl.3: 16…)

Toda a Bíblia aponta para Cristo e sua obra de redenção e salvação. Os judeus e os cristãos judaizantes, no entanto, confundiam a promessa feita a Abraão, que indicava a vinda do Messias, com a lei dada a Moisés. Esqueciam a primeira e focavam na segunda.

O livro de Gênesis no entanto,  ensina que Deus fez uma espécie de contrato imutável com Abraão, mediante o qual todas as nações seriam abençoadas através do seu descendente. Apesar de Abraão não ter compreendido tudo, ele creu na promessa. Quatrocentos e trinta anos depois, Deus deu a lei a Moisés, e então, o povo passou a viver por regras, esquecendo-se da promessa e da aliança feita com Abraão.

Na verdade, viver sob normas e regulamentos, tais como posso fazer isso, não posso fazer aquilo, parece inicialmente ser mais simples. Paulo no entanto, esclarece que a lei era apenas uma forma de Deus apresentar a sua vontade para o Ser humano. Além disso, quando a lei foi9 data havia um grande povo no deserto, que precisava ter um mínimo de regramento social para poder viver em comunidade. Entretanto, a lei não é antagônica à aliança feita com Abraão e jamais poderia quebrá-la. A promessa aponta para a vinda do Messias, que então passaria a habitar nos corações dos seres humanos e, dessa forma, lhes dar forças para viver toda a vontade de Deus. A lei, portanto, é o piso e não o teto.

Assim, têm-se que a promessa feita a Abrão se cumpre quando cremos em Jesus e o convidamos a habitar em nossos  corações, de forma que a presença dele em nosso interior nos dá forças para que possamos viver uma vida plena e reta. Se você ainda não fez, tome hoje mesmo a decisão de viver pela graça de Deus em Cristo Jesus.

IGREJA ANGLICANA EM CASCAVEL

TEMPO COM DEUS

Rev. Marialvo Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *