4ª LirAa tem índice médio de infestação de 0,7% em Cascavel

Em alguns estratos, no entanto, infestação está acima do preconizado pelo Ministério da Saúde e moradores devem ficar atentos a pequenos depósitos no quintal

A Divisão de Vigilância em Saúde Ambiental/Setor de Controle de Endemias divulgou no início da noite de (16) o resultado do 4º ciclo do LirAa realizado em Cascavel. O Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti  começou segunda (14), teve continuidade no dia (15) e foi concluído na quarta-feira (16), com inspeção de 4.346 imóveis, resultando num índice de infestação de 0,7%. Esse valor é considerado de baixo risco para epidemia pelo Ministério da Saúde.

Os estratos 4 (Pinheiros, Country, Canadá, Piatti, Ceasa, Novo Milênio, Claudete, CancelliI e II);  5 (Tropical, Parque Verde, Cidade Verde, Moradas, Terra Nova, Tropical II, Aclimação, Coqueiral, Palmeiras II) e 6 (Centro II, Palmeiras I, Alto Alegre, Santo Onofre, Santa Cruz I e II, FAG, Treviso, Paulo Godoy) ficaram acima de 1%, índice considerado de médio risco, com infestação de 1,2%, 1,1% e 1,4% respectivamente, conforme o relatório anexo, o qual revela que, de acordo com a prevalência dos criadouros, os depósitos móveis (vasos e pratos, frascos com plantas, bebedouros de animais) e o lixo e os resíduos sólidos continuam liderando a presença de larvas: 29,4%.

“O Setor de Controle de Endemias mantém a rotina de inspeção e solicita o apoio da população para o combate ao vetor principalmente nesses pequenos depósitos caseiros”, alerta a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Beatriz Tambosi.

De acordo com ela, para as próximas semanas serão organizadas ações focadas nesses estratos 4, 5 e 6.

Boletim Epidemiológico

Ainda segundo Beatriz Tambosi, em relação a doenças transmitidas pelo Aedes, no ano epidemiológico 2019/2020 foram notificados até o momento 162 casos suspeitos de dengue em Cascavel. Desses, 12 casos positivos e cem casos suspeitos já foram descartados; em relação ao Zika Vírus foram notificados nove casos suspeitos, sendo que todos já foram descartados; a Febre Chikungunya teve oito notificações, todas descartadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *