2º Seminário da Educação do Campo inicia exaltando a missão de preservar a identidade do aluno

Durante todo dia de hoje (24), no Auditório da Prefeitura, equipes das escolas municipais do campo expõem trabalhos e debatem sobre “O Orgulho de ser do Campo”

A abertura do 2º Seminário da Educação no Campo, na noite de ontem (23) no Auditório da Prefeitura revelou uma verdadeira demonstração de toda a fartura que provem do campo. Desde a exposição dos trabalhos, o delicioso café colonial servido antes do evento e o show de talentos, representado por alunos que compõem o Coral Encanta Cascavel, tudo foi preparado de forma que deixou transparecer o capricho e a dedicação que são características das pessoas que vivem no campo.

E é justamente “O Orgulho de ser do Campo” o tema central desta edição do seminário, que iniciou com a palestra sobre a ‘Metodologia na Educação do Campo’, conduzida pela professora Janete Ritter. Nesta quinta-feira (24), os trabalhos seguem com colaborações das professoras Anadir Schandeski, que falará sobre o ‘Ensino da Geografia, organização do trabalho pedagógico nas escolas do campo’ e Ilda de Fátima, que falará sobre os ‘Processos de ensino, aprendizagem e avanços externos’.

Durante a abertura do Seminário, a secretária de Educação, Marcia Baldini, falou do orgulho e do carinho que a administração municipal tem para com o trabalho realizado pelas escolas municipais do campo, citando todo o empenho depositado em quase três anos para melhorar as condições do trabalho das equipes destas escolas, de forma a garantir melhor qualidade na Educação dos alunos. Marcia lembrou que foram realizadas intervenções na estrutura de praticamente todas as escolas do campo, com investimentos também na mobília, e que está em andamento a instalação de novos parquinhos em todas as unidades, o que era uma reivindicação feita no 1º Seminário, que aconteceu no ano passado. Além disso, Marcia lembrou que o Município está trabalhando na instalação do sistema de alarme e monitoramento para melhor segurança das escolas do campo.

A secretária também enalteceu todo o trabalho realizado nestas escolas por parte de todos os servidores. “Sabemos e reconheço a qualidade do ensino que hoje é ofertada nas escolas do campo. É motivo de muito orgulho o desempenho dos nossos professores e nossos servidores e o resultado que está aparecendo no trabalho com os nossos alunos nas escolas do campo, e isso é muito importante”.

O presidente da Fundetec, Alcione Gomes, que na ocasião representou o prefeito Leonaldo Paranhos, lembrou que a função do professor é fundamental na construção do “Orgulho de ser do Campo”, tema do seminário. “Esse trabalho que vocês fazem, de construção do conhecimento das crianças e de introduzir na vida deles o pertencimento, de mostrar e incentivar estas crianças a respeito da importância do lugar em que eles vivem é fundamental e essa construção é feita por vocês. Quando nós construímos algo de conhecimento na vida de uma criança, ela leva para a vida toda”.

Quem também falou sobre o quão importante é trabalhar na preservação da identidade do aluno do campo foi a diretora da Escola Municipal do Campo São Francisco de Assis, do Reassentamento São Francisco, Elizete Gonçalves Ribeiro. Ela frisou que o fato de garantir a escola no campo, é respeitar a identidade do aluno e reforçou o quanto é necessário que se garanta a mesma qualidade de ensino independente de onde o aluno mora. “Nós lutamos muito por uma Educação de qualidade. Nós sabemos que a Educação no Campo tem a especificidade do campo, mas o direito da qualidade do ensino é o mesmo da criança da cidade, e nós vemos a estrutura que nós temos hoje, em que não há diferença alguma”, disse, enaltecendo também a participação ativa da comunidade no dia a dia da Escola. “É fantástico e eu falo para os pais, que eles valem ouro, pois eles trabalham arduamente, mas se nós chamarmos eles estão ali, prontos para ajudar”.

A secretária Marcia Baldini aproveitou o momento para comemorar junto aos presentes mais um avanço no que se refere à Educação no Campo, informando que o projeto para o primeiro Cmei do Campo está quase concluído e em breve será apresentado à comunidade do distrito de Rio do Salto, que foi escolhido estrategicamente para receber a unidade, pois fica localizado entre dois outros distritos, Juvinópolis e São Salvador e poderá atender em tempo integral a demanda por vagas para berçário, maternal I, maternal II e Pré I.

Ainda ontem (23), foi assinada a Portaria 440/2019, que dispõe sobre o concurso de desenho para a escolha da Logo das Escolas Municipais do Campo, que terá o resultado anunciado no próximo mês, durante a Mostra da Educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *